7 dicas para um bom curriculum vitae

Seja para conquistar um estágio durante o período da faculdade, seja para conseguir uma vaga de emprego quando já formado, o curriculum vitae (CV) é uma ferramenta de trabalho fundamental. Ele é uma apresentação da sua vida profissional e, por isso, deve primar por algumas questões.

  • Dados pessoais, foto e objetivo

O início do currículo é o espaço destinado para dados pessoais, como: nome completo, e-mail, telefone de contato, cidade onde mora, idade e link de portfólio.

Já a foto do candidato deve ser inserida no CV apenas se for solicitada pela empresa. Neste caso, escolha uma imagem simples, com boa luz e fundo neutro.

Nesta parte, sugere-se ainda colocar o objetivo pretendido com o presente currículo. Exemplos: “Conquistar vaga de estágio”; “aprimorar conhecimentos na área de comunicação digital”; “adquirir habilidades na área de editoração”; “realizar inserção no mercado de trabalho”.

  • Formação acadêmica

De maneira resumida, cite seus cursos – técnicos, de graduação e/ou pós-graduação –, do mais recente ao mais antigo, indicando o título do curso, se já está concluído ou não, a instituição de ensino e o local, assim como demonstrado nos exemplos:

2015- em andamento: Graduação em Jornalismo. Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ). São João del Rei – MG;

2012-2014: Curso técnico em Secretariado. Instituição X. Cidade Y.

  • Formação complementar

No tópico seguinte, mencione os seus cursos de formação complementar (não precisa ser todos! Apenas aqueles que considera ter sido importante para a sua formação profissional). Aqui, entra aquela capacitação que você participou durante um final de semana, o curso de inglês feito durante anos ou aquele outro curso online.

Além do nome, carga horária e instituição do curso, recomenda-se também dizer o ano de realização e a sua situação (se está concluído ou em andamento).

Exemplos:

2015: Capacitação de Gestão de Redes Sociais (30h). Instituto A;

2014- em andamento: Curso de Inglês. Escola W.

  • Experiências profissionais

Foi monitor de alguma disciplina? Atuou em alguma empresa júnior? Participou de algum projeto de extensão na faculdade? Já teve oportunidade de fazer algum estágio (remunerado ou não)? É aqui que você vai descrever – brevemente – as suas experiências profissionais. Sempre seguindo aquela mesma ordem: do mais recente ao mais antigo.

Nessa parte, algumas informações básicas precisam estar presentes, como nome da empresa, período trabalhado (ou se ainda trabalha lá), cargo exercido e principais atividades realizadas.

Exemplos:

Mosaico Comunicação Jr: Junho/2018-atualmente

Gerente de Marketing

Responsável por ações de comunicação interna e externa da empresa júnior do curso de Jornalismo/UFSJ, além de atuação em diversos projetos relacionados com a área.

 

UFSJ – Universidade Federal de São João del-Rei: Abril/2017-Dezembro/2017

Estagiário de Assessoria de Comunicação

Entre as principais atividades realizadas, estão a redação de releases, montagem de clipping, sugestão e produção de pautas, produção audiovisual e cobertura fotográfica.

  • Outras informações relevantes

Participou de algum evento que julga importante para a sua qualificação profissional? Tem alguma experiência não listada na parte anterior? Possui facilidade em cargos que exigem liderança? Quais softwares você tem domínio? Esse domínio é baixo, médio ou alto? Tem alguma restrição de horário de trabalho? Entende da língua espanhola, mas não fez curso instrucional? É nessa parte que você vai colocar tudo isso (sem exageros).

  • Cuidado com o português

Erros de português (seja lá qual for o tipo) dão uma imagem negativa ao candidato no momento da seleção. Por isso, releia – ou peça para alguém de confiança revisar – o seu currículo depois de pronto.

  • Seja simples, objetivo e verdadeiro

Aposte na simplicidade, objetividade e honestidade. Prefira uma fonte legível ao invés de uma cursiva e evite usar palavras difíceis para tentar parecer inteligente.

Não precisa fazer um currículo longo demais, mas também não é aconselhado montar um que seja pequeno demais. O CV deve ter o tamanho necessário para a quantidade de informações contidas de maneira objetiva.

E seja honesto sobre as suas habilidades! De nada adianta mentir no currículo afirmando que tem domínio avançado de um software se, em caso de uma prova prática ainda durante o processo seletivo, você mal vai saber abrir o programa.

É lógico que não existe um passo-a-passo certo para montar um CV perfeito e que seja padrão para todas as vagas em todas as empresas. Cada recrutador vai se atentar a pontos desejados para aquela organização. Assim, o currículo deve ser personalizado de acordo com o candidato e com a vaga pretendida.

Os pontos principais já foram apresentados. Agora basta fazer o seu currículo, prestar atenção nas seleções e ir em busca pela sua vaga de estágio ou emprego.

Boa sorte!

Texto: Arthur Raposo Gomes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: